Project Description

“Dores nos rins”

  • dor com flexão do tronco, ausência de dor com extensão

dores nas coxas anteriores

Historial clinico de diabetes: picos nos dedos pode ser da diabetes.

Análise postural:

ambos o pés em eversão

Teste de flexão em pé sem arrastamento

Dor localizada na região dos fossas de michaelis.

Grande tensão muscular nos eretores da espinha.

Dores nas coxas anteriores seguem o reto femural (centro do ventre muscular)

Problemas circulatórios nas pernas com grandes derrames.

Tem reflexo tendão rotuliano presente e idêntico bilateralmente.

2 CONSULTA PARA TRATAR LOMBALGIA

FEEDBACK

As dores nos rins desapareceram.

Sente uma ligeira impressão.

Sente boas melhoras nas pernas. Já não custa tanto levantar nem sentar.

3 CONSULTA

FEEDBACK

Sem dores lombares.

Sem dores na coxa anterior.

Sente dores nos gastrocnémios desde há uns dias.

sente as pernas cansadas.

Suspeita de claudicação intermitente? Paciente foi aconselhada a ir ao médico de família mas disse que já estava acompanhada e que o médico já sabia destes sintomas.

Familiar referiu que paciente tem anemia e está a tratar anemia. Está a tomar ferro.

Começou a tomar insulina porque valores da diabetes estão altos.

4 CONSULTA PARA TRATAR LOMBALGIA E DOR NA FACE ANTERIOR DA COXA

FEEDBACK

Dores nos gastrocnémios com melhorias muito significativas.

Paciente refere sentir alguma dor na região dos rins.

Apresenta melhorias visíveis na mobilidade (capacidade de subir para a marquesa e de se virar na marquesa sozinha).

palpação dolorosa nos eretores da espinha esquerdos e na lombar direita ao lado dos eretores da espinha.

Teste de Murphy negativo.

5 CONSULTA

FEEDBACK

Sem sintomas

Paciente com boa mobilidade e independência.

link para artigo
link para artigo

link para artigo
link para artigo

Lombalgia e dor na face anterior da coxa

Paciente do sexo feminino com 82 anos foi seguida em ambulatório no gabinete Nuno Lemos devido à presença de lombagia com irradiação para a face anterior da coxa. A paciente referia dores lombares que agravavam com flexão do tronco. Secundariamente referia dores na face anterior da coxa ao longo do músculo reto femoral.

Para tratar a paciente foram usadas técnicas de osteopatia (harmónicas) e de acupuntura (acupuntura contemporânea).

A paciente respondeu muito bem aos tratamentos referindo alívio das dores desde a primeira sessão de acupuntura e osteopatia. Ao final de 5 sessões de terapia integrada com acupuntura e osteopatia recebeu alta.